A segurança pessoal, financeira, nacional é o que mais nos preocupa agora. A casa, família, tribo, país são o foco das nossas atenções pela presença de  Mercúrio, Sol e Vénus em Caranguejo enquanto a Lua em Touro nos faz desejar terra firme onde ancorar os valores que intimamente queremos defender. O facto é que essas amarras de segurança, rotina, tradição, estão sob ataque cerrado até ao fim da semana com Plutão em Capricórnio a fazer oposição a Vénus, alterando profundamente o que tínhamos como garantido, mas o impacto só ficará completo no dia 8 quando também o Sol fizer oposição a Plutão. Para já temos hoje que nos preparar para pôr em marcha tudo o que temos vindo a rever no quadro de poderes e bens partilhados, dando verdadeiros golpes de misericórdia em planos e situações estagnadas desde 18 de Abril passado. Nessa altura Marte entrou retrógrado em Sagitário, voltou a Escorpião no final de Maio e só agora entra outra vez directo, permitindo os tais cortes que estiveram a ser organizados de forma a que, na terceira semana de Agosto, quando voltar ao ponto de Sagitário que deixou em Abril e  graças também à entrada de Saturno directo a 14 de Agosto, seja possível começar a estruturar o que agora se está a desfazer. Hoje é um dia para sermos conservadores nas atitudes e valores, mas também para sermos assertivos na afirmação desse conceito.

A fotografia é de Londres durante o Blitz, 1941

astro_w2gw_28_carta_do_dia.66715.20454

Anúncios