Não há mais remoer situações, repensar actos, angustiar sobre partilha de poderes ou dinheiro. Agora é tempo de agir, escolher o que fica e o que vai,  arrumar assuntos pendentes dos últimos quarenta dias em que Marte esteve retrógrado.  Esta possibilidade de acção tem consequências. A principal é a reformulação do que é a nossa segurança de base, o que vale a casa, a família, o investimento que pensávamos garantido. Novos valores se levantam e para tal outros tanto têm de cair. É Vénus em Caranguejo em oposição hoje e amanhã a Plutão em Capricórnio que semeia essa pulsão de transformação que decorre até que o Sol se oponha também a Plutão na sexta feira 8 de Julho.  Hoje, com a Lua em Touro em trígono a Júpiter e Nódulo Norte em Virgem e a Plutão em Capricórnio podemos garantir que estamos, cheios de sentido prático e com os pés na Terra a fazer o que é possível para investir num novo tipo de segurança futura. Não há tempo a perder, mas também não há que correr. Há apenas que aproveitar o que diz o instinto para trabalhar os pormenores e começar a estruturar as transformações estruturais que se impõem e que no dia 4, com a Lua Nova vão ter novo avanço.

astro_w2gw_28_carta_do_dia.66739.21487

Anúncios