A semana que hoje começa termina com uma Lua Cheia bastante radical no próximo domingo dia 16 por isso há que estar atento aos desenvolvimentos que vão condicionar esse dia, extremo na reorientação das relações pessoais, financeiras, políticas ou jurídicas. Toda a semana o Sol está em Balança pondo o foco na procura de equilíbrio entre as partes na justiça entre o que damos e o que recebemos, seja no amor seja nos orçamentos. Também hoje e toda a semana Vénus, regente da Balança transita o Escorpião o que intensifica a forma como vibramos com essa busca de equilíbrio, já que paradoxalmente queremos controlar um processo que devia ser de partilha. Hoje e toda a semana Mercúrio está em Balança – amanhã faz conjunção a Júpiter – mas desde já é com um máximo de racionalidade, inteligência, sentido da minúcia que analisamos e exprimimos essa busca de equilíbrio nos afectos e nas contas. Um sextil a Saturno em Sagitário toda a semana ajuda a enquadrar filosoficamente o que pretendemos comunicar ou descortinar.  Mas as discussões são inevitáveis. Mercúrio e Júpiter estão praticamente toda a semana em quadratura a Marte em Capricórnio e Mercúrio chegada a Lua Cheia estará em quadratura a Plutão também em Capricórnio, nesse domingo quando a Lua depois de fazer quadratura a Plutão estiver em conjunção com Urano em Carneiro, oposta ao Sol. O cenário é complexo e na sua melhor vertente libertador. Assim,  hoje, com a Lua em Aquário em trígono a Mercúrio e Júpiter em Balança devemos começar por procurar quem se identifica com os nossos objectivos ou como melhor os podemos projectar. Não podemos alcançar nada sem apoios e por isso a flexibilidade é a chave para atravessarmos a semana deixando cair os detalhes, relações, custos ou obrigações que não passarão o teste da Lua Cheia, ao mesmo tempo que procuramos novas formas e parcerias para dar corpo aos objectivos a longo prazo.

Imagem- Backstage do filme Casablanca, Bogart e Bergmann

 

astro_w2gw_28_carta_do_dia-65019-59588

 

Anúncios