Por Clara Days:
Palavras-chave: individualidade; expansão pessoal; consciência; auto-estima
O Sol traz-nos esta semana a abertura para nos aceitarmos, afirmarmos e expandirmos. Tudo fica às claras, iluminado e descomplicado. As coisas estão como estão, são como são e cada um de nós é único e traz um contributo para dar ao mundo.
É uma energia benéfica e generosa, que ao se dar engrandece, em vez de reduzir. Em tempos difíceis, dá-nos o alento que vem de dentro e nos faz acreditar que somos capazes de ultrapassar as dificuldades. É a energia vital, optimista, símbolo de luz – a nossa individualidade, que representa o princípio criador inerente a cada um.
A experiência do Sol passa-se muito a nível intelectual, na afirmação da vontade. Enquanto a Estrela nos ilumina a alma, o Sol ilumina o pensamento e é a partir daí que passamos a agir. É uma iniciação à luz interior, a luz da personalidade.
No entanto, sem que outros elementos o equilibrem, o Sol pode secar tudo e esse é o seu potencial destruidor. O principal risco que então corremos é o der sermos autoritários, excessivamente auto-centrados ou quase tirânicos. É preciso que a água – aqui o sentimento, a emoção, os afectos – dê o seu contributo.
Nas representações visuais das cartas o Sol está quase sempre acompanhado por crianças, despidas e confiantes, que o seguram, com ele interagem ou brincam à sua luz. Outros elementos simbólicos muito presentes nesta carta são um cavalo branco (cavalgado por um ou dois meninos), um muro e girassóis. Às vezes as personagens são angelicais, mas na maioria dos casos parecem muito terrenas e felizes, numa alusão ao melhor de cada um de nós, a criança interior que transportamos e que não nos deixa perder a esperança. O Sol é recorrentemente antropomorfizado, com rosto e expressão facial bondosa ou sorridente.
Em Astrologia, o Sol é também Sol, o primeiro “planeta” que caracteriza o nosso mapa astral – e que representa o Eu e o modo como nos mostramos ao mundo. A letra hebraica que lhe corresponde é RESH ou REISH, a arte da clarificação. O seu título esotérico: “O Senhor do Fogo do Mundo”.
Esta semana inspira-nos para que desenvolvamos a autenticidade, a individualidade, aquilo que nos torna únicos. Vamos sentir a energia vital que nos permite tomar o nosso lugar na luz, afirmar a nossa vontade. Se o fizermos no respeito pelos outros, dando lugar ao sentimento, teremos um tempo de expansão pessoal, um tempo de optimismo e crescimento.

Clara Days
Imagem: O Sol no Tarot de Visconti-Sforza (séc. XV)

Anúncios