Todo o cuidado é pouco hoje com os entusiasmos, iniciativas, ideias peregrinas, liberdades de expressão ou estabelecimento de relações amorosas ou contratuais. A contenção tem de ser superior à espontaneidade com que tendencialmente nos lançamos em situações que trazem apenas confusões no imediato e a longo prazo.O impulso para o disparate vem  da Lua em Sagitário em trígono a Urano em Carneiro, num Fogo de acção independente  a perseguir ideias de relação capazes de derrubar muros – com Jupiter  da Lua em Balança e Marte regente de Urano em Capricórnio – mas cuja base não tem sustenção nem futuro. Isto porque Vénus, regente de Balança também está em Sagitário conjunta a Saturno, regente de Marte em Capricórnio , tudo sinais fortíssimos para arrumar ideias, limitar a exuberância dos  afectos ou investimentos e minimizar os danos. O problema é que é difícil ter essa disciplina porque Neptuno está em Peixes, retrógrado, conjunto ao Nódulo Sul, a levar-nos a estar convencidos que o que sempre fizemos, pensamos, sentimos é que é o caminho só que não é…. O caminho agora é o do pragmatismo e regeneração ou transformação das relações apenas nesse sentido prático de serviço para a obtenção de resultados , com o Sol e Mercúrio em Escorpião em sextil ao Nódulo Norte em Virgem. Assim, Marte e Plutão regentes do Escorpião trazem os resultados que as restantes influências baralham. Em resumo, nada de fantasias, só trabalho para resultados palpáveis.

Imagem: Gary Grant e Ingrid Bergman em “Notorious”, 1946, de Hitchcock

astro_w2gw_28_carta_do_dia-58380-44089

Anúncios