Queremos harmonia nas relações, contas certas, as leis justas, as respostas à altura do que damos mas isto não acontece sem uma mudança de perspectiva que implique maior independência com base em princípios bem determinados que correspondam de facto à nossa verdade interior e não  a carências e ansiedades. É um dia para nos abrirmos a novas possibilidades e formas de relacionamento com a Lua em Balança trígono a Vénus em Aquário, quadrada a Mercúrio e Plutão em Capricórnio, conjunta a Júpiter, sextil a Saturno em Sagitário, trígono a Urano em Carneiro, sesquiquadrada a Marte em Peixes. Como o Sol está em Capricórnio em sextil a Marte o que se pretende é ordenar a vida, projectar a longo prazo, controlar os desenvolvimentos com base em alicerces sólidos. Como a Lua está envolvida em todos esses aspectos acima descritos, emocionalmente, para tomarmos conta dos nossos objectivos, temos de jogar com os limites, responsabilidades, oportunidades ou surpresas que os outros nos impõem e encontrar o equilíbrio emocional que permite agir em conjunto com parceiros sem perdermos o fio da nossa própria meada. Não temos de ir atrás nem arrastar ninguém mas sim encontrar a terceira via que integre as tensões. Mercúrio retrógrado em Capricórnio ajuda a rever como nos inserimos na ordem das coisas e como melhor aproveitar o que essas estruturas têm para oferecer.

astro_w2gw_28_carta_do_dia-49118-28530

Anúncios