Mais um dia de equilíbrios complicados entre o impulso e o compromisso, em que o desejo de acção individual, inovação, libertação, se confronta com a necessidade de ter em conta relações e regras e em que o excesso de emoções, confiança, optimismo podem custar caro. A Lua em Carneiro faz conjunção a Urano, quadratura a Plutão e Mercúrio em Capricórnio e oposição a Júpiter em Balança num carrossel emocional apenas controlado por um trígono a Saturno em Sagitário que nos lembra que é preciso pensar e trabalhar a longo prazo, de forma responsável pelos planos de futuro. Os excessos vêm dos toque a Júpiter tanto da Lua como de Júpiter o que requer atenção e reserva quando damos largas aos sentimentos ou a comunicação. Vénus está no último grau de Peixes o que implica o culminar de uma fase em que o coração dominou as relações para passarmos a outra, quando entrar em Carneiro, em que a assertividade, o desejo de acção se vai sobrepôr a embatias e compaixão. Marte também em Carneiro, quincúncio ao Nódulo Norte em Virgem regido por Mercúrio em Capricórnio reforça a necessidade de discernimento e sentido prático antes de deitarmos mãos à obra.

Imagem: Soldado I Guerra descasca cebolas
astro_w2gw_28_carta_do_dia-63209-8410

 

Anúncios