Queremos agir mas queremos certezas e as iniciativas são medidas pelos efeitos palpáveis que podem trazer. Isto acontece no sábado com Vénus e Marte em Carneiro e a Lua em Touro enquanto no domingo, com a passagem da Lua para Gémeos estamos mais abertos a várias hipóteses, curiosos, indecisos e a tendência é para os impulsos irem atrás da variedade e não tanto da segurança. No entanto, domingo de manhã, a quadratura da Lua em Gémeos ao Nódulo Norte em Virgem mostra-nos que não é possível tanta dispersão e que o sentido prático e eficácia têm de primar sobre a indecisão. De resto, todo o fim de semana mantêm-se os grandes aspectos que marcam o pano de fundo de todos os acontecimentos e que são a oposição de Urano em Carneiro a Júpiter em Balança que fazem respectivamente trígono e sextil a Saturno em Sagitário: equilibrar liberdade e compromisso depende de ideias claras e propósitos duradouros que resolvam feridas antigas, carências amorosas ou de entendimento que estamos a viver na pele com a quadratura de Saturno a Quíron em Peixes. Com este aspecto, o que estava mal e que vem do passado está a vir à tona para que lhe demos outra perspectiva e possamos seguir em frente, aliviados.

Tela de Vanessa Bell, irmã de Virginia Wolf

astro_w2gw_28_carta_do_dia-63238-9337

astro_w2gw_28_carta_do_dia-63259-10017

Anúncios