Este fim-de-semana, o eclipse do Sol em Peixes e uma Lua nova em conjunção ao Nódulo Sul traz emoções contraditórias mas uma só saída: deixarmos para trás velhas ilusões e com sentido prático encarar um futuro mais saudável, mais organizado, com um maior sentido de serviço de nós próprios e dos outros, mais livre de falsas ideologias ou prisões emocionais. Tudo escurece, depois tudo se torna mais claro e,  – com Mercúrio regente de Virgem onde se encontra o Nódulo Norte que dá sentido a este eclipse,-  tudo se transforma numa nova lógica em que o espírito continua a comandar, só que agora o rumo é outro. Não estamos sózinhos neste processo mas temos de ter iniciativas. Júpiter, regente de Peixes está em Balança a mostrar a importância das relações e dos acordos, mas Vénus que rege a Balança está em Carneiro a incitar o desejo individual e Marte está conjunto a Urano, também em Carneiro, numa combinação impaciente e explosiva de voluntarismo que se opõe à paz incutida por Júpiter no signo oposto.

Como pôr fim ao que tem de acabar mas que temos andado a arrastar, como dar os primeiros passos numa nova via mais prática mas que também requer criatividade, uma filosofia de vida, ou um espírito novo, como fazer o que o ímpeto pede sem estragar o equilíbrio das relações, como liderar um processo de mudanças sem alienar parceiros, como preparar a próxima etapa de transformações estruturais sem perder tudo o que valorizamos, são os desafios deste fim-de-semana carregado dos simbolismos dos aspectos acima descritos a que se acrescenta a aproximação de uma quadratura de Vénus a Plutão e conjunção a Marte e a Urano. É um fim-de-semana para percebermos o que queremos e como o vamos ter de defender ou abraçar muito em breve.

astro_w2gw_28_carta_do_dia-47316-23024astro_w2gw_28_carta_do_dia-47484-27236

Anúncios