É o sonho de segurança que nos faz hoje pegar em armas para defender o que emocionalmente associamos a casa, família, tradição, país. Ambicionamos bases sólidas a que nos agarrar e quer seja para tratar de questões domésticas, familiares ou nacionais, os sentimentos são intensos e precisam de ser revistos à luz da realidade que se pretende reconstruir, com a Lua em Caranguejo em oposição a Plutão em Capricórnio a forçar alterações estruturais, em quadratura a Vénus, Urano e Marte em Carneiro, provocando tensão ao ponto de rupturas, consequência dos desejos e iniciativas, com um máximo de impacto pelo excesso de optimismo, mania das grandezas ou descontração alimentados pela quadratura a Júpiter. O trígono da Lua a Neptuno, Sol, Mercúrio e Quíron em Peixes é o que estimula sonhos, fantasias, ideologias e vamos buscar a justificação para os impulsos securizantes ao trígono de Marte a Saturno em Sagitário. É por isso um dia com um grande potencial de resultados transformadores das circunstâncias de que dependemos para a nossa estabilidade emocional. Podemos ser nós próprios os agentes de mudança ou ser sujeitos a forças maiores. De uma forma ou de outra a chave está em Marte e no bom uso do exercício do poder. Quanto maior a consciência e avaliação de impactos antes de agir, menos danos colaterais.

Anúncios