Mais um dia de tensões entre o que desejamos e o que podemos ter em que a única saída passa por uma concentração total nos detalhes de organização, contas, palavras, sentido de serviço de forma a, pragmaticamente, resolvermos as dificuldades. Fazer o possível, na medida do possível é o tema do dia com  a Lua que entra em Aquário em quadratura ao Sol e a Mercúrio, o primeiro na transição para Touro, o outro em Touro o mas retrógrado, enquanto que Vénus, regente do Touro está em quadratura a Saturno em Sagitário. A Lua em Aquário insere-nos no mundo, em novos grupos, interroga-nos sobre o sentido das escolhas colectivas e a presença de Urano seu regente em Carneiro indica que estamos a ir por novos caminhos e novas associações. O que vamos ganhar com isso é a grande dúvida porque para já apenas sentimos a tensão entre o que aspiramos e o que há, com Mercúrio retrógrado a incitar a revisão dos valores materiais ou de como pretendemos materializar as nossas opções. A entrada do Sol em Touro é mais um encorajamento à estabilidade e à valorização do que temos mas a quadratura de Vénus conjunta a Quíron  a Saturno obriga à racionalidade e impede gastos, fantasias, desejos que não sejam a justa medida.  Apenas o trígono do Sol e Mercúrio em Touro ao Nódulo Norte em Virgem permite que, com trabalho sério, atenção ao pormenor e sentido prático haja valor acrescentado para o esforço e frustração possíveis.

Anúncios