Para que o dia corra o melhor possível vai ser preciso controlar os rugires do ego e parar para pensar de forma diferente. Nem tudo o que queremos faz, no fundo, sentido e serão as terceiras vias, o trabalho em conjunto, as novas soluções que permitirão que haja acordos, progressos e perspectivas de futuro. Os aspectos do dia são bastante contraditórios e os eventos e emoções sucedem-se. Apesar da Lua em Peixes estimular o sonho, artes e compaixão e Vénus em Carneiro oposta a Júpiter em Balança nos levar a procurar nos outros o eco dos nossos  grandes desejos , um quincúncio chave de Marte em Gémeos a Plutão em Capricórnio compromete o desenrolar suave das operações pela tensão das mudanças profundas que estão em causa através de  palavras, gestos, negócios, aprendizagens, movimentações, enfim, os gestos da vontade que terão de ser baseados não no querer cego mas sim numa saída para os conflitos de interesse que se levantarem. A garantia de que é possível chegar a compromissos se estivermos prontos para ser criativos e inovar, sem deixar de pensar a longo prazo, vem do trígono de Fogo entre o Nódulo Norte em Leão, Urano em Carneiro e Saturno em Sagitário. Não há que ter medo.

Tela de Gustave Caillebotte, 1875

Anúncios