Hoje podemos mais facilmente comunicar interesses, dúvidas e opções, mas há que procurar apoios vários e não ter ilusões, com Sol e Lua em Gémeos, em trígono a Júpiter em Balança e quadrados a Neptuno em Peixes. Nesta Lua Nova temos Vénus em Carneiro a fazer quadratura a Plutão em Capricórnio – vamos  ter de dar o braço a torcer ou perder relações ou verbas dadas como adquiridas para conquistar uma posição – pagamos para continuar a jogar e eventualmente vir a ganhar. Estamos a começar um ciclo de negociações ou trocas com resultados já visíveis no próximo dia 9 de Junho, a partir do qual podemos deixar para trás as desconfianças e alinhar com novas parcerias, contractos, alianças – será a Lua Cheia em Sagitário com Júpiter em Balança a entrar directo e as ideias de expansão e parcerias começam a poder  avançar. Mas só no final do ciclo, ou seja, na próxima Lua Nova a 24 de Junho, em Caranguejo,  (com Vénus chegada ao trígono a Plutão que agora cruza e Mercúrio oposto a Plutão a que agora faz trígono,) é que será possível sentir que estamos a segurar todas as pontas do processo em que hoje nos lançamos, cujo custo para o ego ou financeiro hoje temos de enfrentar a fim de na Lua Cheia de 9 acreditarmos que estamos no caminho certo que  na Lua nova de 24 nos leva a “casa”, à capacidade de satisfazer as necessidades de segurança básica, a nível emocional, doméstico, nacional.

Imagem da fotógrafa americana Kate Maldonado

Anúncios