Estamos em vésperas da Lua Cheia em Sagitário e é na comunicação, no que se sabe, no que se acredita, na verdade que tem de vir à tona que tudo se joga desde já. Sol e Mercúrio no signo dos Gémeos denunciam ambivalência e os vários ângulos com que a lógica pode abordar as questões mas a Lua e Saturno no signo que se lhes opõe não permitem dúvidas e exigem uma só verdade, uma só fé, uma só lei, fundamentos sólidos e válidos a longo prazo. Com Júpiter regente do Sagitário em trânsito pela Balança e Vénus seu regente em Touro, essa verdade tem de ser partilhada, tem de ter regras e representar um valor seguro em que se possa acreditar, a que nos possamos agarrar, emocional, material ou financeiramente. Como Vénus avança, na Lua Cheia de amanhã, para um  sextil exacto a Marte em Caranguejo, temos mais facilmente a oportunidade de defender o que é nosso porque sabemos usar a energia certa para mobilizar o que e quem for preciso. A principal dificuldade destes dias reside no sesquiquadrado entre Mercúrio em Gémeos e Plutão em Capricórnio, o primeiro a empurrar-nos para explicações lógicas mas superficiais, o segundo a exigir que se revolvam as entranhas para se apurar a verdade.  É no controlo da comunicação que se verá quem ganha.

 

Anúncios