Doa o que doer pela manhã, pela tarde há que tomar iniciativas, concentrarmos-nos em agir metodicamente e dar enquadramento a longo prazo ao amor, à criatividade, ao que valorizamos em nós próprios e nas relações pessoais ou financeiras. Depois da Lua Cheia de ontem estamos agora numa fase decrescente em que com Mercúrio já directo mas ainda em Leão podemos falar e analisar objetivos pessoais apoiados no Nódulo Norte e em Vénus também em Leão. A conjunção da Lua a Quíron em Peixes pela manhã põe o dedo em feridas de sempre que o quincúncio a Mercúrio obriga, com tensão, a descodificar. Quando pela tarde a Lua passa para Carneiro, com Marte seu regente em Virgem, onde também está o Sol, temos de deixar para trás ilusões e concentrarmos-nos em sarar, cuidar, organizar, servir a nós próprios e aos outros, com sentido crítico e prático. Estamos a preparar terreno para lançar novas sementes nessa área de serviço, saúde, trabalho, na Lua Nova do próximo dia 20 a 27 graus de Virgem. Hoje e até lá, passo a passo, há que encerrar questões para que não pesem no próximo ciclo lunar. A honestidade quanto às motivações pessoais nas diversas áreas de actividade e relacionamento é a chave do progresso com Saturno em Sagitário em trígono ao Nódulo Norte, Mercúrio e Vénus em Leão e a Urano em Carneiro. Júpiter em sextil a Saturno e em sextil ao Nódulo em quadratura a Plutão e a avançar para uma oposição a Urano no final do mês exige, de facto, a Verdade em todos os propósitos e relacionamentos.

Anúncios