A semana começa com incertezas e confusões ou pelo menos com um tal leque de opções por onde escolher que nos leva a desejar simultaneamente uma coisa e o seu oposto, com a Lua em Gémeos em quadratura a Neptuno em Peixes. O foco continua a estar nas relações, pessoais, financeiras, diplomáticas, políticas,  todas as que dependem  de uma certa organização estrutural  que tem de mudar como bem percebemos na Lua Cheia de há dias. É o nosso interesse que se confronta com o interesse dos outros e há que encontrar maneira de não perdermos a capacidade de iniciativa individual por não estarmos prontos a alterar o status-quo das relações que vai mesmo ter de mudar esta semana com o Sol e Mercúrio em Balança em quadratura a Plutão em Capricórnio e a entrada de Júpiter em Escorpião que, em Balança até ao dia 10 em oposição a Urano em Carneiro reforça a tensão entre a acção individual, independente e a expansão em conjunto. Vénus e Marte em Virgem, quadrados a saturno em Sagitário e trígonos a Plutão em Capricórnio ajudam-nos a ter toda a atenção aos detalhes para com cabeça fria e ideias arrumadas e pensadas a longo prazo, trabalharmos para a ambicionada re-organização estrutural e nova ordem e controlo quando Saturno sair de Sagitário e entrar em Capricórnio, pelo Natal. Com tanto esforço pela frente não nos podemos dispersar hoje com a Lua em Gémeos, sobre o que é verdadeiramente importante para o futuro.

 

Anúncios