Tal como ontem podemos hoje expandir conhecimentos, comunicar ideias de futuro, alargar horizontes que  regenerem situações estagnadas e transformem a balança de poderes envolvidos, seja em casa, nas contas ou no país. Mas nada disto se passa discreta ou intimamente e o reconhecimento de quem somos e do que podemos criar é uma parte importante do processo mesmo que encontremos resistência por parte de quem pode mais. É a Lua ainda em Leão mas hoje conjunta ao Nódulo Norte que estimula o desejo de atenção e a vontade de mostrar o que valemos enquanto a sua quadratura ao Sol em Escorpião ilumina os conflitos internos e externos entre o que podemos fazer individualmente e o poder do colectivo. Marte em Balança a avançar para uma potente quadratura a Plutão em Capricórnio, sendo ambos os regentes do Escorpião onde o Sol, Júpiter e Vénus se encontram, aponta já para um braço de ferro em que o individualismo ou a vontade de transformar o equilíbrio existente nas relações pessoais, financeiras, políticas se eleva a graus extremos, numa batalha que para não ser debilitante tem de ser bem preparada.A disciplina e ideias claras começam a alinhar-se mais tarde no dia, quando a Lua fizer trígono a Saturno em Sagitário, mas é importante desde já e até á quadratura exacta que corresponde à Lua Nova do próximo dia 18, alinhar ideias, contar aliados, e procurar articular segurança e transformação. Inspiração e espírito revolucionário não faltam com Júpiter e Vénus em Escorpião em trígono a Neptuno em Peixes. Desenvolver a estratégia para abrir esse novo ciclo é  que há a fazer até dia 18.

Anúncios