Hoje e amanhã há que procurar apoios e perceber quem partilha ou não o nosso desejo de transformação pessoal, relacional, estrutural, financeiro, político. Não nos podemos iludir mas também não podemos deixar cair o sonho e, neste novo equilíbrio, recai a dificuldade e a exigência de atenção à lógica das ideias que perseguimos e queremos expandir.  É a Lua em Balança que nos chama já hoje para essa busca de harmonia e regras que amanhã, quando fizer conjunção a Marte e quadratura a Plutão terão de ser revistas, sem medo da paixão que sentimos ao defender a conquista de novos poderes pessoais e colectivos com Júpiter, Vénus e Sol em Escorpião em trígono a Neptuno em Peixes: não só queremos mudar como é com de corpo e alma que o desejamos. São tempos de paixão, de campanha, de luta dedicada pelo que nos inspira e não há que ter medo de deixarmos para trás velhas alianças que não estão alinhadas com a aposta de futuro guiada pela lógica e grande plano de Mercúrio e Saturno em Sagitário em aspecto lato ao Nódulo Norte em Leão. Pode haver confusões por Neptuno estar tão envolvido mas o sextil da Lua a Mercúrio é a recomendação para o diálogo inteligente, com abertura a ideias novas e sem reservas.

Anúncios