Queremos palco, ser ouvidos e revelar verdades e ideias sobre como mudar a ordem das coisas, indo ao fundo do que está mal e propondo soluções únicas.  A Lua em Leão faz hoje conjunção ao Nódulo Norte em trígono ao Sol em Sagitário, com Júpiter seu regente em Escorpião, em sextil a Plutão  em Capricórnio, com Marte em Balança em sextil a Mercúrio retrógrado e Saturno em Sagitário. Tudo se conjuga para, com atenção redobrada, revermos relações, acordos, equilíbrios, à luz do que sentimos na pele que é o caminho a seguir, fruto de uma compreensão alargada ou perspectiva a longo prazo. Hoje, o que fôr tem de vir à tona e ter consequências, em mais uma etapa das revisões que, até dia 24 em que Mercúrio entra directo, têm de ficar concluídas. Com Marte em Balança e Vénus em sesquiquadrado a Eris, planeta do caos, é inevitável termos de nos confrontar com conflitos de interesses não só  entre nós e os outros como no nosso âmago já que  a semi-quadratura entre Mercúrio em Sagitário e Júpiter em Escorpião activa a tensão entre luz e sombra, entre o que tem de ser revelado e o que é preciso fazer para que isso aconteça, entre optimismo e abertura e as amarras e controlo. Em caso de dúvidas, o caminho hoje é o da luz, do futuro, da verdade pessoal e da regeneração necessária para que se torne parte da nossa estrutura de vida.

Tela do surrealista mexicano Rufino Tamayo.

Anúncios