A honestidade tem hoje de guiar a expressão das nossas emoções e capacidades e, para tal, uma auto-avaliação da lógica que nos move e dos sentimentos que nos prendem ao passado é fundamental para podermos avançar num processo consciente de definição das regras e princípios que devem guiar a nossa iniciativa própria e participação no colectivo. A Lua em Caranguejo faz aspectos tensos a Marte em Balança, Plutão em Capricórnio e Urano em Carneiro no que se traduz pela inevitabilidade de conflito de interesses entre a satisfação das carências de segurança emocional e a obrigatoriedade de independentização pessoal face às pressões externas. Quem está ou não connosco e como criamos novas bases quando se nos tiram o tapete debaixo dos pés é o grande esforço de avaliação e reorganização do dia que obriga a repensar seriamente os objectivos a longo prazo, tarefa apoiada pela retrogradação de  Mercúrio em Sagitário, conjunto a Saturno. O Sol em Sagitário a caminhar para um trígono exacto ao Nódulo Norte em Leão diz-nos que é a verdade pessoal que nos salva e leva mais longe.

Tela de VanGogh, “Campos de trigo”

Anúncios