I Hoje somos confrontados duramente com mudanças nos equilíbrios das relações, encontros e desencontros e forças ou ordens maiores que nos mudam a perspectiva do que vemos ou espelhamos no outro, com a Lua em Balança em quadratura a Plutão em Capricórnio e a passos rápidos para uma oposição a Urano em Carneiro. Estamos num período propício a depurar ideias e emoções para deixar vir à superfície o que de facto importa, com Marte e Júpiter em Escorpião, este em sextil a Plutão em Capricórnio. Vénus, Sol, Mercúrio retrógrado e Saturno estão Sagitário, os dois últimos em trígono a Urano em Carneiro a estimular avaliações e  iniciativas de cabeça fria.

A complicar o conflito interior  e o impacto das mudanças externas temos hoje Vénus em quadratura a Neptuno, aspecto que reduz auto-estima e nos faz duvidar da verdade das relações.  Se fosse um trígono em vez da quadratura, seria ideal para a criatividade, compaixão e abertura generosa ao outro. Não é mas as tensões do dia quanto ao equilíbrio entre o que damos e o que recebemos ou o que valemos aos olhos dos outros só se ultrapassam com um grande coração aberto. Se não dermos, não recebemos…

Anúncios