As coisas são o que são e aparentemente até podemos pensar o futuro com alguma estabilidade, desde que sejamos sóbrios nessa avaliação do que há ainda que mudar para garantir valores seguros.  Parece uma contradição mas não é. A estabilidade é um processo hoje mais fácil de valorizar com a Lua em Touro em trígono a Saturno, Vénus e Sol em Capricórnio o que obriga a depurarmos pulsões e dependências para termos maior controlo do processo, com a Lua a opôr-se a Marte e a Júpiter em Escorpião. Como Marte está em trígono a Neptuno em Peixes apesar do pragmatismo necessário também há emoções e ideais que devem conduzir as nossas acções práticas enquanto o semi-sextil de Urano em Carneiro a Quíron em Peixes é o garante de que tudo está a acontecer e a ser alinhado para podermos finalmente resolver feridas muito antigas de amor-próprio ou de sentimentos de pertença, graças à nossa própria capacidade de iniciativa e de libertação de padrões externos ou internos que já não fazem sentido.  Hoje é um dia para darmos valor ao que estamos a construir de novo, com uma nova consciência do que é importante a longo prazo e não do que pesou no passado.

Anúncios