Neste fim-de-semana a sensibilidade está à flor da pele. Não de uma forma errática mas sim vinda das profundidades, exposta à obrigatoriedade de se fazer planos, reorganizar a vida, o trabalho, a casa, as estruturas de que dependemos individual e colectivamente. Tanto no sábado como no domingo a Lua está em Peixes exacerbando sentidos empatias, as artes e a coisas do espírito. Faz sábado e domingo sextis sucessivos a Saturno, Mercúrio e Plutão em Capricórnio, para além de uma conjunção a Neptuno no sábado e trígonos a Júpiter e Marte em Escorpião e conjunção a Quíron no domingo. Temos assim de dar forma aos sentidos e estar prontos para mudanças profundas no controlo de emoções e bens. O quincúncio de Mercúrio ao Nódulo Norte em Leão aconselha-nos a não sermos rígidos e seguirmos o coração mas temos simultâneamente de ser pragmáticos com afectos e investimentos, com Vénus e Sol em Aquário em semi-sextil a Saturno em Capricórnio. Quanto melhor formos capazes de equilibrar sentimentos e razão, melhor partido tiramos das oportunidades do fim-de-semana.

 

Anúncios