Nesta sexta feira tudo parece possível desde que se acredite e esse é o risco maior  já que  o sentido prático e a avaliação de impactos podem ficar turvados pela  Lua e Neptuno em Peixes, em trígono a Júpiter em Escorpião e a Plutão em Capricórnio. Assim, podemos estar convictos de que o céu é o limite para as nossas capacidades de conquistar o mundo ou revolucionar estruturas de vida, mas o mais provável é não estarmos na posse de todos os dados e partirmos assim mal preparados para a Lua Nova da madrugada de segunda feira, conjunta a Urano, depois de uma quadratura a Plutão, que implica acções desconcertantes, golpes súbitos  e rupturas com o status quo que podem ser difíceis de justificar com Mercúrio em Carneiro a entrar directo em quadratura a Saturno e posteriormente a Marte em Capricórnio. Nesta sexta feira temos mesmo de fazer um esforço para não ir atrás de ilusões de poder ou riqueza que podem não ter substância.

Anúncios