Os ânimos podem voar hoje pelo final do dia, quando a verdade pessoal, o ímpeto de agir e de transformar a realidade e a ordem de poderes estabelecidos tomarem conta de nós e se sobrepuserem a um núcleo duro sóbrio que não deseja a instabilidade. Há assim uma contradição no ar porque por um lado com a Lua em Sagitário em trígono a Urano em Carneiro, Júpiter em Escorpião e Marte em Capricórnio não queremos que fique pedra por virar se acreditarmos que é esse o caminho, enquanto que por outro, com Sol em Touro e Vénus em Gémeos sextil a Mercúrio em Carneiro, estamos mais centrados, capazes de ver várias opções e optar por uma única, com uma boa justificação. Mas o mais interessante é processo que  nos permite ver o passado com outros olhos e como chegámos aqui, assim como, dada essa clarividência, podemos seguir caminho de forma menos compulsiva e mais esclarecida. Deve-se isso ao sextil de Vénus em Gémeos ao Nódulo Norte em Leão e trígono ao Nódulo Sul em Aquário que regido por Urano nos indica como nos projectamos de forma intempestiva em todas ou qualquer direcção no passado, coisa que agora deve ser compensada por uma escolha baseada em valores seguros, de bens ou relações simbolizados pelo Sol, regente do Leão, em Touro, regido pela Vénus.

É um dia para analisar situações passadas, presentes e futuras, com olhos de ver, razão apurada e capacidade de resposta bem fundamentada ao que deve ser alterado.

 

Anúncios