Podemos querer sonhar mas vamos ter de dar forma às fantasias já que hoje é  impossível sentirmo-nos bem se nos ficarmos apenas por divagações. Mas, não só estruturar sonhos é difícil, apesar de potencialmente benéfico – com a Lua em Peixes em semi-quadratura a Plutão e sextil a Saturno, ambos em Capricórnio, – como a oposição do Sol em Touro a Júpiter em Escorpião, desde ontem e nos próximos dois dias, nos leva a oscilar entre posições conservadoras e revolucionárias sendo complexa e confusa a escolha de um meio termo com Vénus regente do Touro em Gémeos em Neptuno em Peixes.  Esta posição de Vénus e suas ligações a Neptuno e quincúncio a Júpiter permitem ver muitos caminhos todos envolvidos em brumas, não sendo por isso o bom momento para tomar decisões. O escapismo é um risco e há que controlar indulgências ou preguiça e dar os pequenos passos para começar a fundamentar qual o ponto de partida onde queremos estar na próxima Lua Nova de Touro.

Anúncios