É pelo meio dia que a energia muda de um mar de sentimentos para o desejo de acção o que pode dar oportunidade a mais conflitos com os céus já bem carregados de aspectos de ruptura. A entrada da Lua em Carneiro marca essa transformação do sentir de vítima ou de compaixão para o querer ter as rédeas na mão e fazer que algo aconteça que sare essa carência de iniciativa de que possamos sofrer. O sextil da Lua ainda em Peixes a Marte em Capricórnio nas últimas horas da manhã cria a possibilidade de intuir os passos a dar quando a Lua entrar de seguida, em Carneiro- regido por Marte- e fizer conjunção a Quiron tocando da ferida das iniciativas falhadas para ultrapassar essa falha. Hoje e amanhã o trígono do Sol em Touro a Plutão em Capricórnio permite-nos de facto transformar com mais facilidade a organização das coisas para criarmos mais valias e ter maior segurança material ou relacional. Mas isto só é possível se não tivermos medo de encarar o que fazemos para ser apreciados, contra a nossa satisfação ou honestidade pessoal. O quincúncio de Vénus em Gémeos- regente do Touro onde está o Sol- em quincúncio a Plutão é o aspecto que nos permite ver os vários caminhos de comunicação que levam ou à obssessão ou ao entendimento em novas bases. Mercúrio – regente de Gémeos, – conjunto a Urano em Carneiro é o catalisador das revoluções possíveis. Qualquer resistência à mudança de atitudes vai traduzir-se em mais conflito.

Anúncios