Este fim-de-semana tem dois tempos bem distintos resultado da passagem da Lua do signo do  Caranguejo para o signo do Leão, de sábado para domingo  ao mesmo tempo que Vénus sai  de Gémeos  para o Caranguejo. No fundo trata-se de uma abordagem diferente que vamos conseguir ter de questões que vêm da semana e se prolongam para a próxima nomeadamente:

  • em primeiro lugar a tensão entre o que queremos ser e os limites das nossas capacidades – ilistrado pela quadratura/conflito interior entre o Nódulo Norte em Leão e Mercúrio em Touro que também sublinha a dificuldade em fazer investimentos satisfatórios
  • em seguida, a persistente e violenta quadratura entre Marte em Aquário e o seu regente Urano, em Touro, que leva a tomadas de posição pública fora do normal ou a afirmação de valores radicais, diferentes, instáveis.
  • por último, a possibilidade de ter conversas sérias que orientem como deve vir a ser uma organização futura das coisas, graças ao trígono entre Mercúrio e Saturno em Capricórnio, mas cujos resultados são ameaçados pela quadratura entre Mercúrio e os Nódulos e no Domingo, por outra quadratura da Lua o que quer dizer que é preciso tirar o ego do discurso e concentrarmo-nos no sentido prático.

É  neste complexo pano de fundo que no sábado, com a Lua em Caranguejo, procuramos o descanso e segurança no que nos é conhecido, casa, rotinas, tradições mas pelo final do dia, quando a Lua fizer oposição a Plutão em Capricórnio, sentimos claramente que nem temos o controlo da situação nem podemos estar dependentes por isso é preciso encontrar um novo sentido de identidade – o que procuramos no domingo quando a Lua já em Leão fizer conjunção ao Nódulo Norte. Também no domingo Vénus entra em Caranguejo em sextil a Urano. Isto diz-nos que depois de verificado no sábado que há dependências e poderes que já não se aplicam- com a oposição da Lua a Plutão- temos de dar a nós próprios um sentido de estabilidade, casa, família, rotinas, apoiado em valores novos – Vénus em Caranguejo sextil a Urano em Touro – e daí derivar o sentido de quem somos e o que temos para dar. Acordamos para uma nova realidade que temos de ser capazes de comunicar de forma mais lata no arranque da semana, quando o Sol entrar em Gémeos, em trígono a Marte em Aquário.

Anúncios