É um fim-de-semana intenso com um grande potencial de sonho e um grande potencial de acção em que nos movemos atrás do desejo de algo melhor, que nos dê mais segurança emocional ou financeira, o que implica largar velhos poderes ou dependências tóxicas, novas perspectivas de nós próprios e do nosso lugar e ímpeto para seguir em frente, com sentido prático e da verdade. O pano de fundo continua a ser o grande trígono de Água entre Vénus em Caranguejo, Neptuno em Peixes e Júpiter em Escorpião que nos permite fantasiar e reformular como encontrar paz, amor, segurança, bons investimentos, um mundo melhor. Para pôr isto em prática precisamos de fazer revoluções profundas na ordem das coisas e para isso podemos contar no sábado com a conjunção da Lua a Plutão em Capricórnio, seguida no domingo pela sua quadratura a Urano em Touro e conjunção a Marte em Aquário. Estes aspectos da Lua são os aspectos tensos que implicam um novo olhar sobre o que vale e não vale a pena guardar do passado, quais os novos valores em que devemos aplicar as nossas energias. São de facto aspectos difíceis mas estão temperados pelo grande trígono de Água que suaviza as emoções e também por um trígono da Lua e de Marte no domingo a Mercúrio e ao Sol em Gémeos que ajuda à comunicação do que se quer mudar, ao negócio, à viagem, à troca de dados e em geral a uma lógica pragmática que dê forma ao que no sonho é difuso. Um quincúncio de Saturno em Capricórnio a Mercúrio e um trígono a Urano são a garantia de que se pensarmos diferente e agirmos com precaução, sentido prático e a pensar no longo prazo, não nos podemos enganar.

Anúncios