A partir de sábado à tarde, todo domingo até à manhã de segunda-feira, a Lua vai estar em Peixes a exacerbar sensibilidades, evocar sonhos e compaixão ou perder-nos em devaneios.  Mas enquanto, com esta Lua,  os sentidos de fundem com o etéreo, a energia do Sol muda significativamente de foco de sábado para domingo dia em que entra em Balança, ainda da Virgem e assinalando o equinócio de Setembro. Dia e noite têm a mesma duração, sonho e realidade ocupam o mesmo espaço da nossa vida e é para o equilíbrio das relações, formação de parcerias, alianças e acordos que viramos a nossa atenção consciente e disso que queremos falar com a entrada do Sol em Balança, em conjunção a Mercúrio. Só que, se por um lado, com o trígono de Marte em Aquário ao Sol do equinócio temos a energia de ir para o mundo defender as nossas justas causas, uma quadratura do Sol e Mercúrio a Saturno em Capricórnio traz-nos bastante tensão devido às responsabilidades e limites que há que ter em consideração.  O trígono de Saturno a Urano em Touro, com Vénus seu regente em Escorpião diz-nos que há que estar pronto para ir mais, longe, inovar, renovar, ir ao fundo das relações, partilhas, ou acordos e reformular-losde forma original  mas vamos ter de fazer isso sozinhos porque tudo se passa em quadratura ao Nódulo Norte em Leão, oposto a Marte.

Assim, no sábado, com o Sol ainda em Virgem, há que atender aos detalhes que vão permitir que, a partir de domingo e até ao final de Outubro, nos possamos centrar no que tem de ser acordado entre as partes não podendo haver compromisso sem que todos sintam que a solução corresponde ao que sentem, que querem e está de acordo com o seu sentido de identidade. Este solstício testa a nossa integridade para que na Lua Cheia na terça feira, o sentir e o agir falem a uma só voz e isso tenha eco nos nossos parceiros  amorosos, financeiros ou políticos.

Anúncios