É já amanhã a Lua Nova de Escorpião, novo ciclo para o qual nos temos estado a preparar e que hoje pede ainda mais um esforço de libertação de velhas condições e valores para podermos abraçar o renascer das cinzas que o Escorpião permite.

Pela manhã desta terça-feira a Lua está nos últimos graus de Balança, conjunta a Vénus retrógrada e trígono a Marte em Aquário. Simboliza isto o grande potencial de contactos, empatia, afirmação social , colectiva, dos quais resulta pela tarde, com a passagem da Lua para o Escorpião e sua oposição a Urano em Touro, um forte desejo de mudança, de inovação e com isso o largar de velhos valores ou amarras o que é essencial para podermos passar à  nova fase amanhã quando a Lua fizer conjunção ao Sol em Escorpião pelas 16 horas GMT.

O que está em causa é o que controlamos ou não nos processos de mudança em curso. Desejamos o controlo total pelo sextil da Lua Nova de amanhã a Plutão em Capricórnio e idealizamos também esse poder de transformação e  os seus resultados com o trígono da Lua Nova a Neptuno em Peixes. Como Júpiter está a poucos dias de sair do Escorpião para entrar em Sagitário onde vai estar durante um ano e Urano retrógrado vai voltar ao Carneiro em quincúncio a Júpiter temos de reconsiderar quais são as iniciativas que há ainda que tomar para podermos em total liberdade e convicção abrir novos caminhos e ter novas “filosofias” que nos guiem e levam mais longe na realização do sonho de transformação das estruturas familiares, profissionais, de poder em que estamos inseridos.

Hoje é dia para darmos tudo por tudo no sentido do que queremos que o futuro traga. Saturno em trígono a Urano dá a estabilidade necessária para que essas propostas de avanços não sejam em vão.

Anúncios