O desafio hoje é o da ordem. Como organizar, estabelecer as estruturas desejadas em casa, no trabalho, para o país, que representem o que projectamos para o futuro e aquilo em que acreditamos? Como vamos construir uma casa, uma obra, um governo, com que apoios e com que ambição depurada de fantasias? A Lua está em Capricórnio, hoje e amanhã num trânsito que a vai levar a conjunções com Saturno e Plutão e a uma quadratura a Marte em Carneiro que está quadrado a Plutão. Isto significa que nada se faz sem tensões. Não há alicerces nem revoluções estáveis se não contrariamos impulsos e formos capazes de agir com discernimento e pragmatismo. De facto é possível enveredar por uma via original, verdadeira, boa para nós próprios e para os outros, graças ao trígono de Vénus em Sagitário a Urano em Carneiro. Estamos apostados num mundo melhor, simultaneamente mais livre, responsável e inteligente com Sol e Mercúrio conjuntos em Aquário em sextil a Jupiter em Sagitário. Mas tudo isto pede ordem, ordem, ordem e é isso que ambicionamos e que nos vai dar a segurança emocional desejada, com a Lua em Capricórnio e o Nódulo Norte em Caranguejo. Estamos assim até domingo à tarde dedicados a preparar terreno para a próxima lunação, já que temos Lua Nova em Aquário na segunda-feira, dia em que  Vénus entra em Capricórnio e termina a quadratura de Marte a Plutão. Pode ser complicado e podemos ter de rever estratégias mas a ideia é chegarmos a segunda-feira prontos para redefinir o nosso lugar no mundo.