Todos os sinais dos Céus se conjugam hoje para nos dizer que estamos à beira de uma nova realidade porque temos outra visão do que devemos aspirar, abertura a novos valores e capacidade de recuo para corrigir situações ou lógicas menos claras que perduravam. Tudo isto é positivo, libertador e dá coragem para continuarmos a trabalhar para uma nova ordem pessoal e colectiva em 2020 quando Saturno e Plutão se conjugarem em Capricórnio. A chave para lidar com toda esta energia que se desbloqueia a partir de hoje e perdura até 2025 , promovido pelo ingresso de Urano em Touro, é aceitar que há novos valores que se levantam, velhas amarras que temos de largar, teimosias e ideias feitas que há que abandonar e em suma ter a flexibilidade para adoptar novos valores  materiais, financeiros em tudo o que é palpável desde o pessoal  ao colectivo como a Terra e o Ambiente, a revalorizar face às ameaças.

É neste contexto de abalo ao que eram valores seguros, de abertura para novos conceitos de estabilidade a que teremos de nos ajustar desde já e no decorrer dos próximos anos enquanto Urano estiver em Touro, que temos hoje uma Lua Nova em Peixes, conjunta ao Sol e a Neptuno, sextil a Saturno em Capricórnio e a Marte em Touro. São sinais positivos de que vamos acordar para uma sensibilidade diferente e conseguir fazer alguma coisa de concreto para que o que sonhamos seja possível de realizar, com consistência. Mercúrio retrógrado em Peixes ajuda a segurar as pontas de todas as confusões que estão por esclarecer, todos os papeis por tratar, toda a lógica menos trabalhada que necessita de esclarecimento, ou seja não podemos mais arranjar  desculpas para não tratar do que tem de ser feito, até ao final do mês quando Mercúrio volta a directo. Vénus em Aquário, signo que Urano recém entrado em Touro rege, tecnicamente em quadratura a Urano diz- nos como complemento de informação que temos de abraçar causas colectivas, mesmo que isso obrigue a romper com o status- quo .