Temos que estar atentos hoje à intuição e aos sinais que, mesmo sendo  confusos, há que deslindar como lhes dar forma e o que fazer para ir no caminho que nos pode dar maior segurança emocional, doméstica nacional. Estamos a dois dias da Lua Nova de Carneiro da qual irrompe o impulso de acção que nos tem faltado. Até lá, há que,  hoje e amanhã  preparar esse potencial de acção, tentando determinar em que direcção ir, porque as situações e a lógica de actuação não têm estado claras. Hoje, de facto, com Mercúrio e Neptuno ainda conjuntos em Peixes, mantem-se difícil entender a melhor lógica a seguir, mais ainda porque a Lua também lhes faz conjunção, num mar de emoções. Mas a Lua faz também trígono ao Nódulo Norte em Caranguejo, que rege, e isto facilita dar algum sentido a esse excesso de sensibilidade e dúvida ou ilusão sobre o que de facto  são os novos valores a adoptar, indicados por Urano em Touro que também padece da complacência da sua regente Vénus a transitar Peixes. O outro sinal de que podemos estar a intuir a via de construção de uma nova realidade vem do sextil da Lua em Peixes a Saturno e a Plutão em Capricórnio. A ajudar a curar a ferida da inacção temos também um sextil de Marte em Gémeos a Quíron em Carneiro, mas o debate será intenso. Está complicado perceber como agir mas hoje estamos um passo mais próximo de o entender e poder fazer planos. É urgente a reflexão e o debate em busca da Verdade porque a Lua Nova que nos vai obrigar a tomar posições é já depois de amanhã.