Método, discernimento e sabedoria são as armas com que hoje podemos enfrentar a complexidade de opções que se abrem e que podem dar origem a tantas outras discussões. O caminho a escolher parece impossível de decidir e a tensão é maior porque julgamos que temos de resolver tudo já. Não, de facto, apesar da turbulência, a situação não se extingue aqui, antes pelo contrário, o que temos de extinguir é a turbulência que cria disputas, acidentes e não soluções.

A Lua tal como ontem pela tarde está em Gémeos, faz conjunção a Marte e sesquiquadrado a Saturno e Plutão em Capricórnio, num quebra-cabeças difícil de resolver apesar de sonharmos com soluções felizes com Mercúrio regente do Gémeos em Peixes, conjunto a Neptuno e a Vénus.  Esta energia suave dos Peixes, em sextil à energia estruturante do Capricórnio, se bem utilizada permite não fugirmos às responsabilidade e idealizarmos como encontrar da melhor maneira, resposta à destruturação que está a acontecer com o Nódulo Sul conjunto a Saturno e Plutão. Há uma ordem que se está a desfazer e temos de encontrar novas bases de segurança a que nos agarrar. Sem pressa, resolvendo conflitos, escolhendo vias originais e até com entusiasmo em relação ao futuro graças ao trígono que se avizinha do Sol em Carneiro  a Júpiter em Sagitário.