Na manhã de sábado são ainda nos assuntos pessoais, internos, domésticos  que estão focadas as nossas atenções, mesmo se estivermos ocupados  exteriormente com outras questões. Há sentimentos contraditórios porque enquanto por um lado  e até ao meio dia parece estarmos a  progredir nos nossos projectos de futuro  – enquanto a Lua fizer conjunção ao Nódulo Norte e oposição a Plutão em Capricórnio-  por outro, o exercício da vontade choca com forças maiores, circunstâncias e responsabilidades e a irritação irrompe- devido à quadratura do Sol em Carneiro à Lua e a Plutão e ao sesquiquadrado de Marte a Plutão.

Sendo assim, estamos ou não no caminho certo? Todos os esforços, sonhos e boas intenções parecem enfrentar dificuldades de realização e por vezes a paciência falta.  O dramatismo é exacerbado logo de seguida, no início da tarde, com a entrada da Lua em Leão em quadratura a Urano em Touro e o melhor é mesmo fazer as malas e ir abrir horizontes   com o Sol em trígono a Júpiter em Sagitário.

E para quem decidir que no Domingo o dia é seu e que o ponto a partir do qual temos o mundo aos nossos pés é onde estivermos, a satisfação é garantida. No fundo o que estamos a fazer é a ter outra perspectiva de tudo o que nos frustrou durante a semana e isto garante que a semana que vem será diferente.