É logo de manhã, pelas oito e trinta GMT que a Lua em Sagitário se opõe ao Sol em Gémeos dividindo-nos no arranque de semana entre a vontade de tratar de tudo de  forma mais ligeira e o sentimento de que há uma verdade maior que exige profundidade e sentido de futuro. A corroborar essa necessidade de agir em função do amanhã desejado, continuamos com o trânsito de Marte em Caranguejo – que a Lua rege- ainda conjunto ao Nódulo Norte e Mercúrio e também oposto ao Nódulo Sul,  Saturno e Plutão em Capricórnio. Isto diz-nos que é preciso seguir em frente, não com um entusiasmo sem fundamento – dado o quincúncio de Marte a Júpiter em Sagitário, respectivamente em trígono e quadratura a Neptuno em Peixes,-  mas sim criando novas estruturas de suporte que permitam tornar o sonho realidade, com o sextil de Saturno a Neptuno. Pela tarde a Lua entra em Capricórnio e é com ambição e pragmatismo que lidamos com as polaridades sentidas.  Vai ter de haver certamente ajustamentos a fazer terça-feira quando a Lua fizer conjunção a Saturno e Plutão e oposição aos planetas em Caranguejo. Mas serão apenas os necessários para cumprir o desejado de forma mais realista, quando a Lua de Capricórnio estiver em sextil a Neptuno.  Com sentido prático e um olhar para o futuro ultrapassamos neste arranque de semana, hesitações e defesas.