Nestes primeiros dias da semana, somos confrontados em simultâneo com a noção de que temos de fazer as pazes com o futuro e que há que ultrapassar limites, resistências e compulsões que correspondem a estruturas e bloqueios do passado. Hoje é um dia em que a tensão é maior, com a Lua em Balança a pedir harmonia nas relações, na construção desse caminho de nova segurança emocional, doméstica, nacional, desejo que é testado por uma dupla quadratura, tanto a Saturno, Plutão e Nódulo Sul em Capricórnio como ao Sol e Nódulo Norte em Caranguejo.

Para gerir este desafio, há que rever tanto o que dizemos como o defendemos para que o Ego não interfira na posição de conciliação que a Lua pede que encontremos. Mercúrio está retrogrado conjunto a Marte e qualquer posição negociar exige flexibilidade. O seu quadrado a Urano em Touro também alerta para saltos de humor mas facilita que se encontrem soluções novas. Quíron em Carneiro também entrou retrogrado e por isso é tempo de rever as feridas, de repensar porque dói onde dói e pelo trígono a Mercúrio retrogrado e a Marte, com introspeção, sarar o possível com iniciativas que promovam harmonia e crescimento dado o sextil da Lua a Júpiter em Sagitário.