Não é preciso discutir ou resistir mas sim, sem receios tomar as iniciativas necessárias para repor a ordem e segurança que precisamos nas nossas vidas e com quem as partilhamos, em casa ou no mundo. A energia é grande e a capacidade de execução também com um trígono de Marte em Leão a Júpiter em Sagitário, tudo exacerbado pelo desejo de acção vindo do grande trígono que fazem com a Lua em Carneiro. Como o Sol acabou de entrar em Leão, é na plena consciência de quem somos que temos de nos afirmar, criativa, amorosamente e em confiança. No entanto, não podemos estar num pedestal de certezas e orgulho. Vem aí uma quadratura do Sol a Urano em Touro, exacta dentro de uma semana, e isso implica flexibilidade senão corremos o risco de rupturas dolorosas.  O que este trânsito que se avizinha pede é que desde já estejamos abertos a mudanças, a novos valores para apreciar, adoptar, investir. Mas esta transformação não é só exterior, passa também pela aceitação de que o nosso sentido de individualidade  pode mudar. Não temos de ser sempre a mesma pessoa, agarrados ao mesmo ego. A evolução é possível e  o que demonstrarmos ser capazes de concretizar esta semana graças aos trígonos de Fogo é o que vai incendiar a transformação  e a inovação do projecto pessoal.