Há um objectivo ou destino a que aspiramos que está hoje muito presente, seja em questões de casa, de família ou de segurança emocional mas não nos podemos deixar deprimir com restrições ou obrigações ou mesmo os atrasos de Mercúrio retrógrado. Isto deve servir sim para que, com cabeça fria possamos traçar o melhor rumo e repassar o que estiver pendente. A Lua está em Caranguejo o que faz com que interiorizemos muitas das preocupações mas como também faz conjunção ao Nódulo Norte, é claro que temos de seguir em frente, assumidamente e criar novas condições íntimas ou exteriores que nos garantam a paz ou bem estar de um “ninho” ou concha a que possamos sempre recorrer. Por isso há uma ordem, uma estrutura, uma gestão do passado, das memórias ou actual mas que ainda nos prende a que devemos por fim e é isso que nos diz Saturno retrógrado conjunto ao Nódulo Sul em Capricórnio e oposto à Lua. Não acontece de repente, é um processo já em curso que tem etapas mais pronunciadas, a caminho de um qualquer desfecho ou reorgaziação geral quando Saturno e Plutão fizerem conjunção em Capricórnio em Janeiro do ano que vem. Hoje e amanhã, com a Lua em Caranguejo em conjunção ao NóduloNorte e a Mercúrio, oposta a Saturno e a Plutão e trígono a Neptuno em Peixes, estamos a dar passos tímidos mas certeiros  nessa direcção do futuro e dessa nova ordem das coisas. Estamos a mudar ou a mudar-nos e a apostar em novos valores e isso contribui para um novo sentido de identidade. Na quinta feira de madrugada temos uma Lua Nova em Leão a Vénus se junta numa quadratura a Urano em Touro. São altas tensões emocionais que se avizinham e, para evitar acidentes ou tristezas, temos de desde já preparar o terreno e investir em inovar sem necessitar de recorrer a rupturas para satisfazer a necessidade de estímulo.