Há um véu entre a fantasia e a realidade que hoje condiciona tanto o amor incondicional e a elevação espiritual como a fuga para estados alterados de consciência através de álcool ou drogas. A arte está em sabemos navegar esse estado de forma a sermos capazes de criar algo que nos possa trazer a satisfação de cumprir um desejo e a segurança emocional que advém de sermos fiéis ao nosso propósito maior. É Neptuno que entra hoje directo – em trígono a Mercúrio em Escorpião e em quadratura à Lua em Sagitário que está em semi-sextil a Saturno e Plutão em Capricórnio- o principal “responsável” por este estado de graça em que tudo é música para os nossos ouvidos e em que óculos cor-de-rosa tingem de possibilidade os limites do quotidiano. Marte em Escorpião em trígono ao Nódulo Norte em Caranguejo dá-nos a energia para levar a cabo as acções e reformas necessárias à restruturação das bases de vida a fim de acolhermos, mais leves, a conjunção Saturno/Plutão de Janeiro próximo e a nova ordem que isso representa. O Sol, Júpiter e a Lua em Sagitário são a grande fonte de esperança e abertura a que Vénus em Capricórnio quer dar amorosa ou dedicadamente forma. Vamos tornar os sonhos realidade sem nos dispersar…