Sábado e Domingo 4-5/4/20- Desejo de fuga e aceitação dos limites

Não podemos enganar nem ser enganados. Este é o grande desafio do fim-de-semana em que a tendência é para o escapismo, a ilusão, a conversa “mística”, os óculos cor-de-rosa, o mergulho num qualquer filme de vida, no álcool ou nos comprimidos.

É Mercúrio conjunto a Neptuno em Peixes, sábado e domingo, que nos leva a procurar realidades alteradas de que nos queremos convencer ou com que convencer os outros. Em sextil a Plutão e Júpiter em Capricórnio, essa fuga aparece como a melhor oportunidade para nos alhearmos das profundas alterações à ordem das coisas em termos financeiros, políticos, sociais porque nos sentimos incapazes de agir nem segundo os moldes antigos nem segundo novos, com Mercúrio e Neptuno em semi-quadratura a Marte e Saturno em Aquário e a Urano em Touro.

O que apetecia era festa, passeio, contactos sociais, comunicações múltiplas, entregarmo-nos às possibilidades, mesmo que contraditórias, agora que Vénus entrou em Gémeos.Mas Mercúrio regente de Vénus está em Peixes conjunto a Neptuno e tudo isso se torna sonho que apenas pode ser vivido noutro formato, o das restrições, limites e responsabilidades perante o colectivo que o trígono de Vénus a Saturno sugere. De facto continuamos a poder fazer muito pouco ou nada apesar do Sol em Carneiro nos puxar para a ação -agora condicionada pela conjunção de Marte- regente do Carneiro, a Saturno em Aquário.

Mesmo assim há uma diferença entre sábado e domingo. No sábado, com a Lua em Leão em quincúncio aos planetas em Capricórnio, vivemos a tensão entre o querer viver o que a nossa identidade pede e a verificação de que não estamos alinhados com as forças maiores que actualmente regem a ordem em que estamos inseridos.

No domingo, a Lua entra em Virgem, faz trígono a Urano e avança para uma oposição a Mercúrio e Neptuno para segunda-feira fazer trígonos sucessivos a Jupiter, Plutão ,Saturno e Marte. Resultado, no domingo aceitamos mais fatuamente que é preciso tertatutudes praticas, e adotar novos modelos de comportamento e valores e confrontamos o escapismo para que , na segunda feira , em vez de desejar agitação  oufuga sejamos capazes de arrumar assuntos, papéis, contas, tratar de nós e dos outros sem atitudes vagas.

Fotografia de Diane Arbus

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: