Energia para a Semana 26/7- 2/8/20: XVIII A LUA

Por Clara Days:

Palavras-chave: origem; emoção; ilusão; intuição.

Olhemos para dentro: a Lua veio, para nos guiar.
Com a Lua, posso ir à fonte, à nascente oculta onde o meu passado explica o que não sei explicar. Com a Lua, posso descer às sombras onde me escondo de mim, quando tento iludir-me e negar o que é. Com a Lua, posso enfrentar os medos, enraizados no que me é mais antigo e profundo. Com a Lua, viajo dentro de
mim.
Não é simples, nem faz alarde. Acontece de noite, nos meus sonhos, e de dia, quando me dedico a compreendê-los e enquadrá-los – porque os meus sonhos são chaves, abrem portas, revelam os segredos que guardei já não sei onde.
Não é fácil, mas é necessário.
A Lua dá-me o mapa dos meus lugares mais íntimos, sensíveis e dolorosos, para que eu tenha a coragem de os visitar. A sua luz suave sabe mostrar o que me dói na alma, porque só conhecendo a sombra eu poderei viver a luz em plenitude. Preciso da Lua, para me compreender. Preciso disso para me aceitar, para me preservar, mas também para poder vir a afirmar-me.
Agora, faço a viagem. Fecho os olhos e os ouvidos a tudo o que cá fora distrai, para me concentrar. É de mim para mim – e por mim.
Há sempre a tentação de cavalgar na fantasia. Há sempre também esse lado da Lua, que me tenta iludir, que joga com a realidade, como um jogo de espelhos. É mais fácil, às vezes, escolher esse caminho. Mas, no fundo, eu sei que não é por aí que me resolvo.
Virá a Lua visitar-me, para que me resolva? Virá, para que eu consiga desatar os nós mais fundos, que me prendem ao passado? Para que eu identifique, nas minhas reacções, quando quem grita é a criança que trago em mim, assustada com aquilo que não compreende?
A Lua ajuda-me a explicar as coisas à criança que trago em mim. Ajuda-me a mostrar-lhe (a mostrar-me…) que tudo se pode explicar, se for feito com cuidado. A Lua sabe mostrar-me todos os matizes da sombra – os cinzas suaves ou densos, os negros fundos, os lugares que precisam de luz.
Com a Lua, viajo para voltar. Ninguém sobrevive por muito tempo, na Lua. Mas é de lá que trazemos a explicação, para viver bem com o medo.

Imagem  – Tarot Otherkin, de Siolo Thompson, 2019

Clara Days:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: