Nova série de eclipses Touro/Escorpião!

Que eclipse é este que se prepara de segunda a sexta 19, dia em que a Lua Cheia em Touro, vai ser parcialmente ocultada? Que é que anuncia? Vai ser o primeiro dos seis eclipses no eixo Touro /Escorpião que terão lugar até Outubro de 2023. A última vez que houve eclipses neste eixo foi entre Novembro de 1993 e Outubro de 1995, há dezoito anos atrás. Que semáforos foram esses nas nossas vidas pessoais e colectivas? A diferença é que então o Nódulo Norte Lunar apontava o Escorpião e agora, invertido, aponta o Touro.

É a mudança de signo dos Nódulos que faz com que os eclipses mudem também de eixo. Ainda vamos ter o último, um eclipse total do Sol, no eixo Gémeos /Sagitário a 4 de Dezembro mas em Janeiro entramos rapidamente no novo eixo que aponta a necessidade, mesmo que dura de assumir, de defender a Terra, a segurança material, os valores em que acreditamos. Vamos ter de ser pragmáticos, teimosos e tentar reconstruir uma nova estabilidade- porque não a temos!! Temos de reciclar o que tentamos construir a 28 anos atrás, apostar no que valemos e pacientemente, evitando crises, procurar fazer o melhor com o que nos é dado, inovando, inovando, inovando dado o trânsito de Urano em Touro.

Assim, este primeiro eclipse – parcial da Lua – nesse eixo vai dar-nos os sinais que é esse o percurso- por necessidade, – porque vemos as sombras a projectarem-se sobre a estabilidade, sobre o bem estar material, sobre os confortos ambicionados.  O eclipse vai durar 3 horas e 28 minutos, o que o torna o mais longo desde há 580 anos – ou seja desde 1442, diz a NASA.

Segundo o Observatório Astronómico de Lisboa “Este eclipse parcial será visível a partir da África Ocidental, Europa Ocidental, América do Norte, América do Sul, Ásia, Austrália, do Oceano Atlântico e do Oceano Pacífico. Apesar de ser considerado parcial, ele estará próximo do total, pois a lua estará na sua fase cheia, com 97% no cone de sombra da Terra. Infelizmente, em Portugal continental, o máximo do eclipse não será visível, pois a lua entra na Penumbra pelas 6 horas numa altura em que está bem baixa no horizonte ..na constelação do Touro na direção Noroeste. Após 5 minutos da Lua entrar na umbra ocorre o seu ocaso e deixa de ficar visível.” Vai ser 

Esta Lua Cheia que se eclipsa parcialmente é regida por Vénus, em trânsito em Capricórnio. Levarmos as finanças a sério, procurar parcerias a longo prazo e investir em estruturas sólidas é o que pede Vénus agora que se submete as regras de Saturno  que, por seu lado em trânsito em Aquário, exige que o que seja certo para um tenha também de o ser para todos. Vénus vai ficar em Capricórnio até ao início de Março, com um tempo de retrogradação entre finais de Dezembro e o final de Janeiro e a sobriedade nos relacionamentos é o requisito deste trânsito. 

Vamos estar assim, no eclipse da Lua, mais conscientes, materialmente. das consequências das últimas crises. O impulso deve ser o de nos orientarmos com seriedade e planeamento a longo prazo para apostas humanas e financeiras que nos permitam criar um nova realidade, na casa, família, país, e estruturas partilhadas. A dificuldade é equilibrar o ter e o haver, o controlo desejado e o controlo possível.

É bom lembrar que esta Lua Cheia regida por Vénus nasceu de uma Lua Nova em Escorpião, regida por Marte, no passado dia 4, oposta a Urano, lançando sementes de mudança, de forma radical. O que acontece esta semana, no dia 17, que tem relação directa com os eventos da Lua Nova, vai ser a passagem de Marte no grau em que ocorreu a Lua Nova e uma conjunção da Lua a Urano. Passamos assim a uma fase ainda mais radical, impelidos a agir para incorporar novas realidades sejam elas emocionais, domésticas ou nacionais.  É preciso pesar bem os gestos e impactos, apesar da ansiedade ou turbulência de sentimentos e mesmo ressentimentos que possam prolongar-se vindos das quadraturas, na segunda feira 15, do Sol a Júpiter e de Vénus a Quíron e à Lua.

Bem geridos os ímpetos da semana, em particular as respostas as tensões de quarta-feira, o eclipse lunar de sexta pode sinalizar uma mudança de narrativa positiva para quem bem usar o trígono da Vénus a Urano, exacto na ocultação, e que permite soluções criativas mas estruturadas em que cada um estabeleça os limites e regras que vão permitir navegar o futuro próximo. O ingresso da Lua em Gémeos e conjunção ao Nódulo logo a seguir a eclipse nos dirá quais as próximas opções que ainda temos de avaliar e como melhor comunicar os passos dados. O objectivo será sempre o mesmo- vir a alcançar uma nova estabilidade, destabilizados que andamos…

R.Iguana 14-11-2021

E se lê estes posts com regularidade, porque não apoiar o trabalho e os custos de manutenção do site?

CONTRIBUA AQUI PARA ESTE SITE

ASTROLOGIA ÀS SEGUNDAS- Aulas temáticas por Zoom

Próxima aula dia 15/11 as 21 horas. Duração 1.30H

Tema: Análise das cartas da monarquia britânica

Limite de inscrições.

Cada aula 10 euros

Inscrição prévia por mail .

Cada participante pode ao inscrever-se enviar o seu horóscopo e dizer que pode ser usado como exemplo na aula.

Dúvidas etc: rositaiguana@mac.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: