Energias para a Semana 22-29/5/22: II A SACERDOTISA E VIII / XI – A FORÇA / ENTUSIASMO

Por Clara Days:

Ideias-chave: Intuição e auto-domínio; sentir, saber, controlar; poder interior com equilíbrio do instinto.

Aconteça o que acontecer, o mais importante jogar-se-á em nós. Da sabedoria intuitiva da Sacerdotisa até ao controle suave do comportamento instintivo que a Força me dá, nas energias que me inspiram esta semana, é tudo do foro pessoal, de mim para comigo. E isto é significativo, nesta etapa em que os acontecimentos têm determinado tanto do que acontece nas nossas vidas, condicionando sentimentos e decisões.

A Sacerdotisa pede tempo e silêncio, convida-me à solidão. Não sendo intelectual no estrito sentido do termo, é sobretudo espiritual, chamemos-lhe assim: a sua sabedoria não se explica, não se traduz em palavras exactas, o seu território é intuitivo, receptivo, subconsciente. Nem sempre é fácil encontrar a paz interior necessária para o espírito se manifestar, mas é importante criar condições para que isso possa acontecer, e esta semana somos convidados a fazê-lo. É um trabalho invisível e pessoal, de busca da harmonia interior: em harmonia consigo e com o Todo, a Sacerdotisa leva-nos para dentro de nós, estabelecendo a conexão entre o que é íntimo e o que é universal.

Já a Força age com elementos que podem ser contrastantes e que preciso conseguir equilibrar. Como concilio o instinto e a razão? Como harmonizo a razão com a emoção? Trago em mim a essência energética de um ser vivo, programado para sobreviver e preparado para se defender de qualquer agressão ou risco. Trabalho todos os dias em mim a consciência, essência da minha humanidade, que me permite enquadrar essa energia vital em função de um bem maior que eu reconheça. É preciso que consiga equilibrar os dois, respeitando-me no que tenho de mais genuíno e verdadeiro, mas elevando as minhas atitudes à altura da minha consciência superior.

Todo o meu poder, esta semana, deve ser gerido de mim para comigo. É natural que tenha momentos em que a reacção rápida e impensada me ocorra e terei de conseguir controlá-la para me manter no comando da situação. Mas é natural também que tenha momentos de necessário recolhimento, que dêem espaço à manifestação da minha espiritualidade. Entre uns e outros irei gerindo os dias, na certeza de que tenho que estar focado em mim, para conseguir lidar com o que quer que aconteça.

Porque a vida vai sempre acontecendo, os acontecimentos vão se impondo, mais ou menos aleatórios, queira eu ou não queira. Por isso, este estar virado para mim não pode significar alheamento, antes auto-domínio e consciência. Não devo descurar o saber intuitivo nem o valor genuíno da minha resposta instintiva ao que se for passando, isso é o mais importante a reter. Não devo descurá-los, mas sim controlá-los e assumir-me na minha verdade. O trabalho interior que deverei fazer reflectir-se-á nas minhas reacções e nas decisões que tenha que haver – se bem que talvez este tempo deva ser mais de maturação, do que de decisão.

Que cada um dê a si próprio o espaço, o tempo e o respeito que merece. O resto virá por acréscimo.

Imagem : Mary El Tarot, de Marie White, 2012

Clara Days

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: