……ver Parte I

Para tentar perceber mais em detalhe as implicações destes aspectos e poder fazer um esforço de previsão sobre o que é que vai acontecer, vamos ver a duração desses trânsitos agora e quais foram os acontecimentos que no passado se prenderam a aspectos idênticos.

Começemos pelo Sol, símbolo do País e do Governo, em Balança na casa XI, uma projeção no mundo como país de justiça, leis, representação democrática. Ora este Sol da República Portuguesa, a 11 graus de Balança, sofre, desde meados de Janeiro de 2013 até finais de Novembro de 2014,  de uma quadratura de Plutão em trânsito pelo Capricórnio e também da oposição de Urano em Carneiro.

PRIMEIRO ASPECTO CICLICO

Quando é que Plutão já fez aspectos ao Sol? Basta olhar para a cronologia da Parte I para ver que em 1926 Plutão também fez quadratura ao Sol na altura do golpe militar que instituíu o Estado Novo e que Plutão voltou a fazer aspecto ao Sol, em conjunção, em 1976, quando houve nova mudança de regime, no primeiro governo constitucional de Mário Soares.  Agora de 2013 a 2014 Plutão faz nova quadratura, desta vez oposta à posição que ocupou quando Salazar tomou o poder.

Não parece por isso muito arriscado prever que até finais de 2014 vamos ter novo, regime, nova constituição, só que desta vez:

1-em lugar da república únitária e coorporativa, assente nos valores da família e da Pátria – porque Plutão transitava o Caranguejo que simboliza exactamente as raízes pessoais e colectivas

2- ou em lugar da república democrática, baseada na soberania popular, no pluralismo de expressão e organização política democráticas, no respeito e na garantia de efectivação dos direitos e liberdades fundamentais e na separação e interdependência de poderes, visando a realização da democracia económica, social e cultural e o aprofundamento da democracia participativa.”

Vamos ter outra Constituição, outro regime em que as obrigações fiscais simbolizadas por Plutão podem permear as estruturas de poder simbolizadas pelo Capricórnio. A possibilidade de unificação fiscal  financeira da União europeia , pode, só por si, ser motivo de força para que mude a Constituição. Mas haverá certamente outra variantes e motivos válidos…

SEGUNDO ASPECTO CíCLICO

O segundo aspecto de relevo a considerar agora é o trânsito de Saturno em Escorpião conjunto ao Ascendente, depois de já ter feito conjunção à Lua e oposição a Saturno natal e ainda por fazer oposição ao Nódulo Norte natal em Touro na VII.

1-Este trânsito já ocorreu no passado entre 1953 e 1955, anos em que Portugal começou a perder o seu território e poder como nação colonial, com a queda de Dadra e Nagar-Haveli na Índia, o fim do Padroado do Oriente e a integração na comunidade internacional com a entrada da ONU em 1955 que vulnerabilizou ainda mais a política colonial do Estado Novo. Neste período por se agravar a contestação ao regime agravou-se também a repressão interna.

2- A segunda vez que exactamente o mesmo trânsito ocorreu foi em 1983, quando depois do presidente  Eanes dissolver a Assembleia, as eleições deram a vitória a Mário Soares e o FMI entrou pela segunda vez em Portugal com um resgate de 750 milhões, grandes cortes de despesas e restruturação económica que acabam com a entrada de Portugal na CEE com Saturno ainda em Escorpião em Janeiro de 1985.

Que esperar desta terceira passagem de Saturno no Ascendente, conjunção à Lua, oposição a Saturno natal e oposição ao Nódulo norte na VII, processo que começou em Outubro de 2012 e dura até finais de 2014, tal como a quadratura de Plutão ao Sol acima descrita?

Pois certamente nova redução do poder nacional, novo governo ou governos, mais contestação interna e dificuldades financeiras, tudo que já sabemos que se tem estado a agravar, não havendo grande risco nesta previsão….. podemos apenas ver-lhe o fim, lá para Novembro de 2014 e contar também como aconteceu de ambas as vezes anteriores com a integração maior de Portugal em organismos internacionais ou europeus, reduzindo soberania, ganhando interdependência.

TERCEIRO ASPECTO CíCLICO

O terceiro aspecto a ocorrer agora e que também já fez história é a oposição de Urano ao Sol. Urano rege, no horóscopo da República, a casa IV que representa as bases na nação e também a oposição política, partidária ou popular.  Está em trânsito na casa V que simboliza a cultura nacional onde excita a afirmação da ideia que as bases têm do país. Em oposição ao Sol implica a pressão de por fim a poderes existentes, queda de governos, afirmação de regimes diferentes,  etc... Este aspecto vai acontecer várias vezes entre o dia  25 de Abril de 2013 e Março de 2014. No passado os aspectos de Urano ao Sol foram os seguintes:

1-Em 1930, com exactamente a mesma posição de Urano em oposição ao Sol, Salazar pôs fim ao parlamentarismo e criou o partido único da União Nacional.

2– Em 1970, Salazar caíu da cadeira, Marcelo Caetano sobe ao poder e as expectativas de liberdade aumentam até à revolução de 25 de Abril de1974.

Que prever então para o período de 25 de Abril próximo e Março do ano que vem em que os momentos chaves são de 25 de abril a 12 de Julho 2013, depois de seguida de 24 de Agosto a 27 de Setembro, todo o mês de Outubro e Novembro e por fim de 10 de Fevereiro a 24 de Março de 2014?

Certamente muita contestação nacional às políticas do governo, abalos ao regime, instabilidade política, mudanças de governo…..também não é novidade e basta ler os jornais mas uma vez mais o interessante é a comparação com os ciclos anteriores e a noção do tempo em que fica concluído o processo.

Em resumo, até finais de 2014 Portugal tem nos céus uma sucessão de crises, instabilidade e contestação que terminam com a instauração de um novo regime, nova constituição, menos soberania, o todo com graves dificuldades financeiras. A progressão do Ascendente para a Casa IV no fim do processo é sinal de que podemos apenas contar com o que a terra dá…. o regresso à agricultura e à tradição fazem parte do futuro próximo….

A terceira parte deste artigo, Portugal Político nos Astros- Parte III  foca a ligação à União europeia e o que espera o governo de Passos Coelho na conjuntura astral . Leia aqui a Parte III

(O horóscopo, cronologia e léxico sobre planetas e casas está na Parte I. Clique aquí)

Anúncios