Pisamos terrenos complicados mas há que seguir em frente com atenção e solidariedade. A vontade ou necessidade de trabalhar é forte mas sem princípios orientadores é impossível avançar assim como o excesso de zelo se pode ver confrontado com limites frustrantes. Marte entra hoje em Virgem onde vai ficar até meados de Novembro o que põe o trabalho, organização e busca de eficiência como objectivos de acção. Como Mercúrio, regente de Virgem, está retrógrado em Balança, não podemos agir sem primeiro rever ou procurar acordos, encontrar consensos, ouvir opiniões, o que é reforçado pela presença do Sol e do Nódulo Norte também em Balança. É em pares, coligações, sociedades que temos que encontrar soluções novas, criativas, que rompam com o passado, sinal que e dado pela presença de Vénus, regente da Balança, em Leão, em trígono a Urano em Carneiro, signo regido por Marte. O que complica nestes próximos dias este diálogo produtivo na busca de inovação eficiente é a quadratura de Saturno em Sagitário a Marte em Virgem e a quadratura de Mercúrio a Plutão em Capricórnio. Levantam-se assim resistências fortes aos avanços intempestivos, devido à falta de ordem nas ideias ou limites legais á expansão simbolizados por Saturno em Sagitário e pela necessidade de aprofundamento das posições negociais, contratuais, para que haja mudanças no sistema. Quem manda? Em quê? Que transformações profundas podem ser objecto de acordo ou disputa?- este o desafio levantado pela quadratura de Mercúrio a Plutão que pede mais informação antes de tomarmos decisões que afectem o status-quo. Só que já está tudo em marcha e não há tempo a perder. Plutão está já estacionário e entra directo no sábado 26, abrindo o caminho para o terminar de formas de relações e começo de novas alianças no eclipse da Lua Cheia na madrugada de 28 de Setembro. Até lá, a Lua em Peixes acentua-nos a intuição e a compaixão necessária às escolhas a fazer.

astro_w2gw_66_carta_do_dia.59308.32738

bogart

 

Anúncios