O ano começa com o foco nas relações e na liberdade de expressão. Procuramos no outro a resposta ao que nos falta com a Lua em Balança e queremos dizer ao mundo o que pensamos com a entrada de Mercúrio em Aquário. Mas a Lua faz quadratura ao Sol e mais tarde a Plutão, assim como oposição a Urano e somos confrontados com a necessidade de fazer ajustamentos ao equilíbrio das relações com base numa ideia simultaneamente mais generosa e mais estruturada do que deve ser a verdade dos acordos, dependências ou relações. Isto porque Vénus que rege a Balança, onde também está Marte em trânsito, circula no Sagitário onde também está Saturno. Com Júpiter que rege o Sagitário em trânsito em Virgem, temos acima de tudo de tentar ser cuidadosos, atenciosos, dedicados a uma causa maior do que o umbigo. Não é fácil e dá direito a discussões com Marte em Mercúrio em quadratura, um aspecto que se prolonga até dia 6, quando também o Sol estará em conjunção a Plutão e Vénus em trígono a Neptuno. E como Mercúrio vair entrar retrógrado e voltar a Capricórnio temos mesmo de rever a organização de vida.

Assim, neste arranque do ano, devemos preparar já o terreno para aceitar mudar a ordem a que estamos agarrados, as regras rígidas que nos limitam e abrir novos horizontes para novos sistemas.  Temos de ser capazes de nos deixar ser surpreendidos, com a ajuda de Saturno a avançar para um trígono a Urano. Pode ser essa a lição do dia 1- abrir o coração para valores mais altos que podem mesmo cair do Céu…

astro_w2gw_28_carta_do_dia.78554.23024

1549333_671916426185518_1996756839_n

Anúncios