Quais são as pressões que sofremos e de que nos queremos livrar? Qual é o controlo das coisas que queremos ter ou que há que tomar? Transformar ou ser transformado, dominar ou ser dominado, morrer para o passado e renascer das cinzas é o que hoje é pedido em consciência e/ou na prática, com o Sol conjunto a Plutão em Capricórnio a abrir um ciclo anual de mudanças profundas na forma como nos organizamos e nas estruturas que partilhamos, materiais, financeiras ou de poder. Estamos determinados a ir por diante sem deixar nada por resolver, com um máximo de eficiência com a Lua em Escorpião em sextil a Sol/Plutão e sextil também a Júpiter/Nódulo em Virgem.
A força crua que move as transformações em curso é contrabalançada pela necessidade de pormos cobro a fantasias com Vénus nos próximos dias a fazer conjunção a Saturno e quadrado a Neptuno. Olhar para a realidade e pensar qual é a verdade a longo prazo é o que temos de fazer mas isso tem custos. A revisão da matéria para se afinar a melhor forma de actuar começa hoje com a entrada de Mercúrio retrógrado. Nos próximos 20 dias há que re-analisar o impacto das mudanças desta semana, rever estruturas, organização, poderes. Rever o que estava esquecido e sair das trevas para um futuro realista é a mensagem da semana. A discussão é inevitável com Mercúrio em quadratura a Marte em Escorpião.

A fotografia é de Sally Mann “Candy Cigarette”, 1989
da série “Immediate Family”
© Sally Mann. Courtesy Gagosian Gallery

astro_w2gw_28_carta_do_dia.78615.27758

20120313_candy_cigarette

Anúncios