Está na hora de pensar no futuro e como queremos estar no mundo mas só podemos avançar porque recuámos o suficiente para pensar os assuntos de uma forma nova. O Sol entra hoje em Aquário, regido por Urano em Carneiro, a estimular iniciativas que nos tragam maior projecção e integração no universo, nos grupos de que fazemos parte ou onde pretendemos chegar, interessados em inovar.

Como Mercúrio retrógrado faz hoje conjunção a Plutão em Capricórnio, a revisão que temos vindo a fazer do que há que estruturar chega agora a um ponto crítico em que percebemos o que até agora não estava claro e que obriga a reformular a lógica que temos do controlo da situação ou de como podemos fazer grandes reorganizações em casa, trabalho, e até na política.  Deitamos contas ao passado para corrigir o rumo de futuro.

Assim, num dia de abertura a novas formas de estar, com novas formas de pensar, não podemos deixar de sentir alguma insegurança e, naturalmente, a entrada da Lua em Caranguejo pela tarde GMT reflecte essa necessidade de apoio básico, carência doméstica, familiar, de “ninho” que falta num momento de salto para outros parâmetros e abertura de novas perspectivas. O quincúncio entre a Lua e o Sol é o sinal claro de que há que resolver a tensão entre o ir e o ficar, o abrir e o fechar, confrontados os receios e encontradas as oportunidades de seguir em frente com o processo de transformação que sonhamos apoiado no trígono de Marte a Neptuno.

A fotografia é da norte americana Dorothea Lange 1895 – 1965, do Oakland Museum, California

astro_w2gw_28_carta_do_dia.59792.56506

Anúncios